Uma aventura na Patagônia Argentina e Chilena

Atualizado: 6 de Ago de 2019

Patagônia - Ushuaia, El Calafate, Puerto Natales, Torres del Paine e Buenos Aires.

Puxa o zoom nessa aventura que é Patagônia. Dessa vez vamos nos aventurar nessa viagem congelante e com paisagens de tirar o folego. Não é uma viagem de custo baixo.


Temperaturas: pegamos uma temperatura que variava de 1C a -5C. Dias com muita neve e poucas chuvas e dias de sol. Geralmente Ushuaia chove bastante.


Dica de roupas: Para suportar frios intensos compre casacos por camadas. Importante é comprar casacos de acordo com as temperaturas que irá pegar em sua viagem. São três camadas:


1) Peça térmica: o aquecimento deve ocorrer de dentro para fora, já que o calor do corpo possa ser aproveitado e evitar que a temperatura do ambiente passe a barreira. Importante é deixar a pele seca. Evitando que umidade do ambiente ultrapasse.

2) Aquecer: o objetivo da segunda camada é aquecer e deixar mais quente o corpo. Pode ser lã, cashmere,fleece,...

3) Casaco impermeável: deve ser escolhido de acordo com sua atividade ou necessidade. Pense sempre que esse casaco tem que ser impermeável e que não passe vento. A neve é bem úmida e o casaco não pode deixar que essa umidade esfrie seu corpo.

Assim como parte superior do corpo tem camadas de casacos, a inferior também. Pode usar calça jeans? Nós usamos sim, porém deve colocar meias próprias e usar as camadas. Sapato tem que ser bota impermeável e forrada. Compre tudo no Brasil, pois as roupas no Canadá são caríssimas. Indicamos: Decathlon, The North Face e Columbia. Não esqueça cachecol, protetor solar (neve queima pele), hidratante facial (recomendamos manteiga corporal Armazém & Aroma) e labial, luvas e gorro que cubra os ouvidos (venta bastante). Pense sempre nos casacos tecnológicos apesar de serem mais caros, são mais eficazes, duráveis e leves.


Compramos passagem aérea de Guarulhos – Buenos Aires (escala 7horas) – Ushuaia (11/09 a 19/09 – duração da viagem com escala 14 horas), depois Ushuaia – El Calafate (19/09 - duração da viagem 1h:20min) e retornamos por El Calafate – Buenos Aires (28/09 – escala de 18 h) – Guarulhos ( 29/09 – duração da viagem 2h:50min). O custo foi de aproximadamente R$ 1.600,00 por adulto todos os trechos.


Visto:


Brasileiros não necessitam de visto e nem passaporte. Somente carteira de identidade.



PUXA O ZOOM... Ushuaia, uma viagem ao fim do mundo, é a última cidade ao sul do planeta. Localizada no sul da ilha Grande da Terra do Fogo, aos pés dos Andes Fueguinos no território argentino. Considerada a porta de entrada para a Antártica.

Como ir do Ushuaia para Antártica? Através de um cruzeiro que sai do Ushuaia. São 10 dias de viagem custam na média de R$ 12.000 à R$ 35.000 reais.


Ushuaia - Tierra Del Fuego (12/09 a 17/09): nos hospedamos no hotel Las Lengas Hotel. Onde tem uma pizzaria (Bar DPizzas), que vale a pena comer um dia, tanto pelos sabores das pizzas quanto pela vista maravilhosa. Optamos por um hotel no centro da cidade.

No primeiro dia fomos conhecer a cidade de Ushuaia. Na rua principal (San Martin) você encontra lojas, restaurantes, bares e agências de viagens com passeios guiados.

Não deixe de visitar a Hard Rock do Ushuaia e aproveite para comer no restaurante!

Restaurante: Recomendamos restaurante Kuar. Comida boa, bom atendimento e vista fantástica!





Dica: Leve seu passaporte no centro de visitantes de Ushuaia frente ao Porto e carimbe. Você pode escolher vários tipos de carimbos. Tem também informações turísticas, banheiros e Wi-Fi grátis.



Passeios:


- Fechamos pela agência Criollos. Acesse o site: www.criollosturismo.com.ar. @criollosushuaia. Fomos Laguna Escondida, Laguna Fagnano, Cerro Castor e paramos para almoçar Las Cotorras onde come Cordeiro (prato típico da patagônia) e tem o passeio do trenó com o husky. São super bem cuidados e treinados para fazer o passeio. Em nenhum momento os cachorros foram maltratados. Esse passeio é pago a parte e custa 1.000 pesos.



- Passeio de Helicóptero: Esse passeio de helicóptero é simplesmente fantástico!!!!

Imperdível! Fechei com antecedência na empresa Heli Ushuaia. Site: www.heliushuaia.com.ar. Tem vários preços de acordo com o tempo de voo. E no final do passeio brindamos com um Champagne que foi refrigerado na neve nos Andes Fueguinos.



-Passeio Canal Beagle com a Ilha de Los Pinguins: fechamos o passeio na agência Criollos. Esse passeio é incrível!!! Consegue ver os pinguins de perto em seu próprio habitat!!!




- Trekking no Glaciar Martial: Foram 5 horas de caminhada. Fechamos com a agência Brasileiros em Ushuaia fica localizada na Av. san Martin no centro de Ushuaia. Se quiser ir por conta pode ir, mas para subir até 825 metros precisa ir com guia e equipamentos adequados. Esse passeio incluiu guia, lanche, suco, água e transfer. Vale muito a pena fazer.




- Aventura na Neve: Fechamos na agência Brasileiros em Ushuaia. Fomos andar com alguns equipamento numa floresta coberta de neve, linda! Paisagem imperdível, depois descemos de esquibunda.




-Estação de esqui: Cerro Castor a mais austral da américa do sul, fica 26 km do centro de Ushuaia. De carro 30 min. Abre de meados junho até começo de Outubro. Lá tem lojas, restaurantes, wi-fi, lugar para alugar equipamentos e roupas. Lugar bem descontraídos. Alguns hotéis disponibilizam de transfer. Você pode ir de taxi ou por uma agencia de viagem.





- Passeio pelo parque nacional Tierra del Fuego: incluindo o trem do fim do mundo. Toda a construção dos trilhos do trem foram construídos pelos presidiários.

Museu em Ushuaia: Museo del Fin del Mundo. Lá você terá contato com a história da cidade. Ushuaia vem de uma palavra indígena, que significa baía profunda.






El Calafate: Fique atento ao fechar hotel em El Calafate, pois muitos hotéis não tem agua quente. O centro da cidade você encontra muitos restaurantes, bares e lojas. Com ar de Campos do Jordão, El Calafate é uma cidade muito charmosa. È a capital dos Glaciares.





Hotel: Unique Luxury Patagonia


Passeios:



- Nativos:. Escolhemos o período por do sol. Eles te buscam no hotel com um 4x4 e levam para um lugar maravilhoso onde mostram algumas cavernas com pinturas rupestres. Após esse passeio, eles dão um poncho para vestir e caminham para uma caverna onde está montado um restaurante à luz de velas, servindo vinhos e outras bebidas. Serviram também sopa no pão de cordeiro e de sobremesa mousse de chocolate. Esse passeio é imperdível e fechamos na agência Criollos.




- Balcones: fechamos na agência Criollos. Passeio dura meio dia. Vai de 4x4 até os balcones e depois para em uma casa bem rústica onde prepara lanches com bife de chouriço e vinho. Paisagem bem típica da patagônia.




- Perito Moreno. Lugar maravilhoso onde às vezes as geleiras caem. Adoramos!!!




- Mini trekking nas geleiras do perito Moreno. Vale muito a pena!!! No final brindamos com whisky com gelo da geleira!




- Rios de Hielo: Passeio espetacular!!! Você vai de barco de dois andares com um bar onde você pode comprar bebida e algo para comer. Eu optei em ficar no club do Capitão onde você fica em uma área vip do navio incluindo bebida e comida a vontade (vale muito á pena). Nessa área vip você tem acesso a uma varandinha para ver os icebergs. Depois de toda essa mordomia eles servem bebida com gelo retirado das geleiras. Você pode optar por refrigerante, vinho, espumante, água e whisky. Depois de comer um ótimo café da manhã você tem direito a um almoço delicioso! Isso tudo você paga uma taxa a mais para ficar nessa área onde se limita 16 pessoas.




Onde comer: Uma das dicas para comer em El Calafate esse restaurante Casimiro Biguá (Av. Libertador, 963). Melhor cordeiro patagônio!!! Outro restaurante é o Wilckens super aconchegante, ótimo preço, bom atendimento e servem massas feitas no dia, fica na Avenida Libertador, 751. Chocolates super famosos é da chocolateria Guerreiro. Restaurante em El Calafate Mako Premium, lugar charmoso para tomar um chopp e comer uma pizza individual.



El Chalten rumo ao Fitz Roy: El Chaltén fica a 223km de El Calafate, tem pouco mais de 1mil habitantes. Ao norte do Parque Nacional Los Glaciares e aos pés do Cerro Fitz Roy, El Chaltén também oferece outros tipos de trekking que não apenas a montanha mais disputada. São caminhadas curtas, de um dia, passeios por lagos, vales e a até geleiras.

Fomos rumo ao Fitz Roy você tem duas opções para ver o Fitz roy:

Fazer o bate e volta e ver de longe ( 1 dia). Pegar um ônibus em El Calafate. Pode fechar pela agencia chamada Mundo Austral. Chegando em El Chalten eles param em um ponto para turistas onde você tem todas as instruções das trilhas. Levar muita água, algo para comer e o mapa. Então opte por fechar um translado até lá e fazer a trilha até Laguna Capri. Trilha é bem puxada na subida, 5 horas total. Ao chegar até Ilha Capri você tem uma vista maravilhosa do Fitz Roy. Toda a água das trilhas são potáveis.

Caso queira ir até o Fitz Roy lembre-se: A trilha rumo ao Fitz Roy é bem demarcada, não é preciso um guia, mas é importante ter um mapa e ficar atento às sinalizações. Por isso evitar de ir sozinho. A trilha não custa nada, está aberta para qualquer pessoa. Mas em contrapartida, vai exigir bastante da sua resistência física para os 12km de ida, e lembre-se que necessário voltar mais 12km. E se estiver nevando alguns lugares necessitam de equipamentos. A trilha é intercalada com subidas, vales e bosques. O tempo todo pode se observar o Fitz Roy até chegar na Ponte Rio Branco. Existem Camping no meio da trilha caso queira dormir. Onde você segue Laguna Los Tres que é o ponto final da trilha. De lá pode subir rumo Glacial Piedras Blancas, mas precisa ter um bom preparo físico e alguns equipamentos. No topo você tem uma vista fantástica do Fitz Roy. Se fizer a trilha toda fique hospedado em El Chalten.

Dica: Levar dinheiro em espécie, pois em El Chalten difícilmente aceita cartão.





Confira o Mapa até o Fitz Roy:






Alugamos um carro em El Calafate para ir até Torres del Paine. Paramos no meio do caminho para conhecer a cidade Puerto Natales.



Puerto Natales ( 129 km de Torres Del Paine): Uma cidade pequena, porém charmosa. Algumas pessoas preferem se hospedar em Puerto Natales para ir até Torres Del Paine, por ser uma opção mais barata, mas preferimos nos hospedar em Torres Del Paine.






Torres Del Paine – Chile: é um parque nacional localizado na patagônia chilena, considerado um dos ecossistemas mais incríveis do mundo. O lugar abriga as belíssimas cadeias de montanha Torres del Paine e Cuernos del Paine, além de lagos azuis (visitar Lago Grey onde você pode ver lindas geleiras), rios, cachoeiras, bosques e enormes geleiras. Torres del Paine ficamos 2 dias, mas recomendo ficar pelo menos 4 dias. Parque muito grande. Hotel que nos hospedamos foi Lago Grey localizado dentro do parque Parque. Como estávamos de carro foi mais fácil para se locomover dentro do parque. Lá você encontra bastante guanacos (da família das lhamas e alpacas), flamingos, ñandus, raposas, condores, huemules e pumas. Algumas trilhas você chega em cavernas com pinturas rupestres. Vá preparado, pois as trilhas duram horas até dias. Leve aguas e algo para comer. Para jantar a única opção era dentro do hotel. Comida boa e experimente a bebida típica chilena que é o Pisco.

site oficial do parque: http://www.parquetorresdelpaine.cl/es





Dê uma olhada no mapa de torres del paine e escolha sua trilha:




Depois voltamos para El Calafate devolvemos o carro e voltamos para o Brasil. Como nossa escala era de muitas horas reservamos um hotel em Buenos Aires próximo a Rua Florida onde passeamos por lá e assistimos o Tango Madero. Fique atento em outras matérias que fizemos somente de Buenos Aires.

1 comentário